Noite iluminada de Nenê

Noite iluminada de Nenê

Eis que a bola rebatida pelo alto da defesa cai justamente no seu pé esquerdo: dois em um, no que matou já deu um bonezinho no marcador e disparou um tiro certeiro no ângulo do goleiro. E assim Nenê

Leia tudo

Eis que a bola rebatida pelo alto da defesa cai justamente no seu pé esquerdo: dois em um, no que matou já deu um bonezinho no marcador e disparou um tiro certeiro no ângulo do goleiro. E assim Nenê coroava a esplêndida aula de futebol que deu na noite desta terça-feira, no Morumbi, contra o Vitória.

Armou, lançou, driblou, enfiou-se pelo meio, deslocou-se pelos lados, e, de toque em toque, foi costurando o time tricolor nessa noite de pleno domínio sobre o adversário, que, de fato, só teve uma boa oportunidade logo aos 16 minutos de jogo, quando Sidão salvou chute à queima-roupa de Rahyner, para Alisson desperdiçar na recarga.

De resto só deu São Paulo. Ou, mais precisamente, Nenê, que não satisfeito com o gol de placa já marcado, fez o segundo, aproveitando de bate-pronto bola rolada por Everton da esquerda, antes do final do primeiro tempo.

No segundo, logo aos 8 minutos, foi a vez de Everton ampliar colhendo rebote de cruzamento de Lucas Fernandes, que acabaria sendo expulso mais tarde, equilibrando o número de participantes da partida, pois ainda na etapa inicial Igor havia recebido o vermelho por uma entrada sobre Nenê.

E bem que o São Paulo poderia ter ido mais longe no placar, depois das entradas dos meninos Brener e Caíque.

Mas, já foi o suficiente para voltar à vice-liderança, desta vez, com todos os méritos.