Morre Hubert de Givenchy, o "eterno aprendiz"!

Morre Hubert de Givenchy, o "eterno aprendiz"!

O conde Hubert James Marcel Taffin de Givenchy, o aristocrata francês que fundou a casa Givenchy em 1952, morreu sábado, aos 91 anos, durante o sono. A morte só se soube nesta segunda-feira, quando a

Leia tudo

O conde Hubert James Marcel Taffin de Givenchy, o aristocrata francês que fundou a casa Givenchy em 1952, morreu sábado, aos 91 anos, durante o sono. A morte só se soube nesta segunda-feira, quando a família o anunciou em comunicado, informou a AFP.

"É com grande tristeza que Philippe Venet informa sobre a morte do Sr. Hubert Taffin de Givenchy, seu companheiro e amigo. O senhor Givenchy morreu durante o sono no sábado, 10 de Março de 2018. Os seus sobrinhos, sobrinhas e seus filhos compartilham a sua perda", diz o comunicado da família, citado pela revista Madame. Nascido no Norte de França, em Beauvais, em 1927, o jovem chegou cedo a Paris, aos 17 anos, para entrar no mundo da alta costura.

Givenchy ficou conhecido por desenhar para a actriz Audrey Hepburn, quer a roupa do dia-a-dia, como o guarda-roupa de filmes como Bonequinha de Luxo, também foi na actriz que o costureiro se inspirou para fazer o seu primeiro perfume L’Interdit. Hepburn foi a musa inspiradora de Givenchy e este fazia-a sentir-se bem e a sua roupa ajudava-a a "entrar nos papéis", confessou a própria, na altura, citada agora pela BBC. A amizade prolongou-se por 40 anos. O designer vestia outras estrelas quer do mundo do cinema, quer da alta sociedade, como Jackie Kennedy, a princesa Grace do Mónaco, Jane Fonda, entre outras.

Na década de 1940, o aristocrata começou a trabalhar com Jacques Fath, enquanto ainda estudava Belas Artes; em 1946 trabalhou para Robert Piguet e um ano depois estava com Lucien Lelong, para se juntar a casa Elsa Schiaparelli, no mesmo ano, onde se tornou director artístico. Fundou a marca com o seu nome em 1952.

A 2 de Fevereiro desse ano, Hubert de Givenchy apresentou a sua primeira colecção. Então, soube rodear-se dos melhores modelos como Bettina Graziani que foi sua relações públicas. Coube à modelo abrir o desfile com aquela que se tornaria conhecida como a "blusa Bettina", uma peça de linho branco com mangas com folhos e bordadas. A simplicidade marcou o seu trabalho desde o início, dando à mulher a elegância aliada ao conforto.

Aliás, o longo vestido preto de Hepburn em Bonequinha de Luxo é a imagem de marca do criador. O designer conheceu a actriz em 1953, no mesmo ano, em que em Nova Iorque, o designer conhece o seu ídolo, Cristóbal Balenciaga, de que se tornou amigo íntimo. Este dizia-lhe: "Para fazer um vestido simples, onde não há nada além de uma linha, isso é alta costura."

Gostava de se auto-intitular como "o eterno aprendiz", pois andava sempre à procura de inspiração e tinha a preocupação de inovar naquilo que fazia.

Dois anos depois do lançamento da marca, Givenchy é o percursor do pronto-a-vestir de luxo, ou seja, Percursor do luxo pronto-a-vestir, ele inventou na Schiaparelli, uma linha de coordenados – manto, saia, casaco e calça – que os clientes podiam usar como queriam.

Só em 1969, é que o costureiro começa a criar também para homem, dando início à linha "Givenchy Gentleman". O seu último desfile foi em 1995. Depois da sua saída, a casa Givenchy continuou com outros criadores, entre eles John Galliano, Alexander McQueen, Julien MacDonald e Riccardo Tisci. O ano passado, Clare Waight Keller foi nomeada directora artística. Segundo a revista francesa Madame, Givenchy nunca se identificou com nenhum dos nomes escolhidos pela LVMH (Louis Vuitton Moët Hennessy) para o substituir e a sua maior mágoa foi não ter encontrado um discípulo à sua altura.

Desde 1988 que a Givenchy pertence ao gigante do luxo LVMH, que nesta segunda-feira emitiu um comunicado de homenagem ao fundador da maison, "uma grande personalidade do mundo da alta costura francesa e um cavalheiro que simbolizava o chique e a elegância parisienses por mais do que meio século", cita a WWD.

Fonte: Público
................
Não se esqueçam de curtir, comentar e seguir a página do Tudo Quanto é Coisa no TopBuzz e no Facebook!