febre maculosa (10 número de casos confirmados)

febre maculosa (10 número de casos confirmados)

Americana (SP) confirmou nesta quinta-feira (5) a morte de uma criança de 2 anos e um homem de 49 anos por febre maculosa. De acordo com a Secretaria de Saúde, agora são 10 casos confirmados da

Leia tudo



Americana (SP) confirmou nesta quinta-feira (5) a morte de uma criança de 2 anos e um homem de 49 anos por febre maculosa. De acordo com a Secretaria de Saúde, agora são 10 casos confirmados da doença transmitida pelo carrapato-estrela, com nove óbitos, e 18 à espera de resultado laboratorial. A Prefeitura divulgou uma relação de 15 áreas de risco de contaminação. [Veja relação abaixo]

Um dos casos é de um menino de 2 anos, que foi atendido no PA do bairro Antônio Zanaga entre os dias 30 de maio e 1º de junho, e deu nova entrada no dia 3, quando morreu após parada cardiorrespiratória. Segundo a Secretaria de Saúde, a contaminação pode ter sido acidental, já que não há relatos que a criança tenha entrado ou permanecido em alguma área de risco.

O segundo caso de morte é de um homem de 49 anos, que morava no acampamento Roseli Nunes, região próxima da represa do Salto Grande. Ele morreu no dia 7 de junho, no HC da Unicamp. "Há informações de que ele tenha frequentado o Rio Atibaia, sendo este o local provável de infecção", destaca nota da Secretaria de Saúde.
Áreas de risco

Carioba (pesqueiros do Rio Piracicaba, próximos ao Parque Têxtil da Rua Carioba)
Casa de Cultura Herman Müller (mata ciliar adjacente ao Ribeirão Quilombo)
Rio Jaguari (região pós-Represa do Salto Grande / chácaras nas proximidades da Colônia Agrícola do Sobrado Velho)
Museu Histórico (pesqueiros na confluência dos Rios Atibaia e Jaguari)
Assentamento Milton Santos (matas ciliares do Rio Jaguari e Córrego Jacutinga)
Ponte do Rio Piracicaba / Rodovia Anhanguera (pesqueiros locais)
Rio Piracicaba (pesqueiros na proximidade do Centro de Detenção Provisória de Americana)
Represa do Jardim Imperador (área do Portal dos Nobres)
Praia dos Namorados (orla da Represa do Salto Grande)
Bairro Mirandola (pastos e matas periféricas)
Praia do Zanaga (braço da Represa do Salto Grande entre os Bairros do Zanaga e Vale das Nogueiras)
Usina da CPFL (Represa do Salto Grande)
Praia Azul (orla da Represa do Salto Grande)
Ribeirão Quilombo (toda a extensão)
Área Verde do Parque Nova Carioba (mata ciliar do Córrego Bertini)

Cuidados no contato com carrapatos

Moradores devem evitar áreas de risco ou tomarem cuidados como:

Usar roupas claras porque facilitam a visualização dos carrapatos
Colocar a barra das calças dentro das meias e calçar botas de cano alto
Examinar o corpo cuidadosamente a cada três horas, porque os carrapatos transmitem a bactéria causadora da febre maculosa, depois de algumas horas após a picada na pele
Cuidado ao retirar o carrapato que estiver grudado à pele, fazendo-o mediante leve torção
Procurar o serviço de saúde e informar ao médico sobre contato com carrapatos, caso apresente febre alta, dores no corpo e de cabeça, calafrios e manchas avermelhadas na pele em período de dois a 14 dias após frequentar áreas consideradas de risco para a doença.