Deputada alerta russas para não terem relações sexuais com estrangeiros

Deputada alerta russas para não terem relações sexuais com estrangeiros

Tamara Pletnyova diz que crianças que nasçam de relações durante o Mundial de 2018 "vão sofrer", uma vez que os estrangeiros podem abandonar as mulheres russas. Uma deputada do parlamento da Rússia

Leia tudo

Tamara Pletnyova diz que crianças que nasçam de relações durante o Mundial de 2018 "vão sofrer", uma vez que os estrangeiros podem abandonar as mulheres russas.

Uma deputada do parlamento da Rússia aconselhou as cidadãs russas a não terem relações sexuais com estrangeiros durante o Mundial de Futebol, que começa já amanhã, quinta-feira.

Em declarações à rádio russa Govorit Moskva, Tamara Pletnyova, que lidera uma comissão parlamentar sobre família, mulheres e cuidados infantis, disse que a prática de relações sexuais com estrangeiros pode levar a famílias monoparentais.
“Haverá raparigas que conhecem homens, e depois dão à luz. Talvez se casem, talvez não. Mas as crianças vão sofrer, tal como sofreram depois das Olimpíadas de 1980”, disse Pletnyova, citada pelo The Independent.
Apesar das suas declarações, a deputada garante que os seus conselhos não são motivados por nacionalismo. No entanto, afirmou que “os pais serem da mesma raça” faz diferença.
“Uma coisa é se os pais foram da mesma raça. Outra coisa completamente diferente é se forem de raças diferentes”, disse. “Eu sei que as crianças também sofrem, e que todas elas vão ficar com a mãe”.
O Mundial de Futebol começa já amanhã e são esperados mais de um milhão de turistas. Perante a grande adesão de adeptos de toda o mundo, várias organizações têm alertado para a intolerância de alguns setores da sociedade russa no que diz respeito a minorias étnicas e à comunidade LGBT.

fonte: https://www.noticiasaominuto.com/mundo/1028683/deputada-alerta-russas-para-nao-terem-relacoes-sexuais-com-estrangeiros