Comédia nacional "Mulheres Alteradas" chega aos cinemas com visual criativo

Comédia nacional "Mulheres Alteradas" chega aos cinemas com visual criativo

O slogan “Mulher alterada não é louca, é uma pessoa que está mudando” já parece querer deixar claro que a intenção de ‘Mulheres Alteradas’ não é fazer graça reforçando velhos estereótipos, vistos

Leia tudo


O slogan “Mulher alterada não é louca, é uma pessoa que está mudando” já parece querer deixar claro que a intenção de ‘Mulheres Alteradas’ não é fazer graça reforçando velhos estereótipos, vistos hoje como forma de apequenar personagens femininas, mas sim oferecer um outro ponto de vista.

Neste filme inspirado nos cartoons da desenhista argentina Maitena, são os desejos delas que movem a trama, enquanto os homens em cena são meros coadjuvantes, muitas vezes até patéticos e/ou fragéis.

O quarteto recrutado para compor o elenco impõe respeito: Alessandra Negrini faz Marinati uma advogada workaholic que se apaixona justo quando sua carreira está deslanchando. Deborah Secco é sua assistente, Keka, preocupada em salvar o casamento com o molenga Dudu (Sérgio Guizé).

Maria Casadevall e Monica Iozzi interpretam as irmãs Leandra e Sônia, atualmente em momentos opostos: a primeira vive intensamente a rotina de baladas na noite paulistana, enquanto a outra se desdobra para criar seus dois filhos pequenos.

Seguindo e amplificando a cartilha que já tinha dado certo na série ‘Lili, a Ex’ (exibida recentemente pelo canal GNT), o cineasta Luis Pinheiro estreia em longas-metragens com o pé direito. Partindo de uma comédia idealizada pelos produtores para ter apelo popular, o diretor foge do padrão do gênero e imprime personalidade própria observada em planos-sequência, enquadramentos peculiares e outras soluções visuais inventivas. A intenção é manter o ritmo ágil dos quadrinhos de Maitena e não economizar em cores, cenas de sonhos e alucinações.

Ainda que não escape totalmente de ideias pré-concebidas sobre o universo feminino comuns na hora de construir suas protagonistas, ‘Mulheres Alteradas’ traz no desfecho uma mensagem de independência e modernidade que soa alinhada com suas escolhas estéticas.